BGtWto_CIAA1T43.jpg-largeNick Laham, premiado fotógrafo que tem seu estúdio no Brooklin, NY, acostumado a produzir fotos de esporte, virou “notícia da notícia”. Tudo porque o jornal The New York Times usou uma foto sua na capa da edição de domingo, 31 de março de 2013. O detalhe: Foto “do Instagram” usando um iPhone.

Segundo Nick Laham, em postagem em seu blog (www.nicklaham.com), ele se juntou ao grupo de fotógrafos as 6 da manhã no estádio de treinamento do Yankees “nos confins de tampa” (segundo palavras dele mesmo) e deram a ele, um canto no vestiário onde ele poderia usar para tirar as fotos. Sem opção, ele montou uma pequena produção com fundo e iluminação e clicou os astros do Yankees, tanto com sua câmera profissional quanto seu iPhone.

Nick Laham gostou tanto das fotos tiradas com seu iPhone, que resolveu mandar para o Getty Images. E verdade seja dita. Acontece que com um profissional e artista como Nick, não importa se usa uma Instamatic, iPhone, Instagram ou uma DSLR profissional (câmera profissional). E as fotos usando o iPhone e Instagram ficaram realmente tão boas, que a Getty Images as licenciou para comercialização, e a direção de arte do The New York Times também gostou tanto que comprou e pagou aproximadamente US$ 1,100.00 (R$ 2.255,00) para ter uma única foto estampada na capa do seu jornal de domingo.

Outro fato importante, é que o próprio jornal valorizou o fato da foto ter um filtro do Instagram. Tanto que colocou os créditos exatamente assim “Instagram Photo/Nick Laham/Getty Images”. O que provavelmente foi uma, acertada, estratégia de marketing, e se for verdade, deu muito certo porque eu mesmo quero uma edição e o efeito viral está ai para garantir que tanto iPhone, The New York times, Nick Laham e Instagram façam ainda mais sucesso.

Mas já vi perguntas e críticas por ai, dizendo que isso desvaloriza os fotógrafos profissionais. Pura besteira, tanto que essas fotos do “Instagram” que viraram notícia, são na verdade de Nick Laham, fotografo profissional premiado, e que foi pago R$ 2.255,00 para apenas para estampar  uma única foto na edição de domingo, sem direito a exclusividade.

A lição que fica na verdade, é de certa forma já antiga. Não seja tão conservador, procure inovar sempre e conserve apenas as coisa que já inovou e foram aprovadas pelo seu público. Fica aqui os grandes exemplos, de Nick Laham inovando usando Instagram, do Instagram inovando re-criando os antigos filtros de lentes convencionais e a Apple, claro, além de uma história e muita experiência em inovação, a fabulosa inovação do HDR. Só nesse último exemplo vemos claramente do que estamos falando, porque se por exemplo a Nokia não tivesse sido tão conservadora com seu sistema operacional que ela chamava de “smartphone”, teria com certeza ainda o melhor equipamento para estar participando dessa matéria.

arod-iphoneCurtis-iphone joba-iphone

Nick Laham produzindo as fotos com seu iPhone no vestiário dos Yankees

Comentários